Exposições que valem a visita

KUSAMA2013_INFINITYROOM2_2_web-600x450

Eu sou daqueles que sempre que vai viajar pesquisa duas coisas super importantes: que bandas vão tocar no lugar para onde vou, e quais exposições estão rolando. Apesar do Brasil ter entrado finalmente no circuito cultural mundial, as coisas ainda demoram um pouco para chegar por aqui. Então andei dando uma pesquisada no que tem de mais bacana rolando pelo mundo agora, para dar uma ajudinha para quem viaja antes do Natal.

Nova York

Apesar de estar em cartaz no CCBB do Rio a celebrada artista japonesa Yayoi Kusama, duas instalações novas dela estão na David Zwirner Gallery, além de 27 pinturas. Uma se chama ‘Infinity Mirrored Room – As almas de milhões de anos-luz de distância’, e é formada por uma sala toda de espelhos, cheia de pontos luminosos, onde se tem a sensação de estar em um espaço infinito. A outra, ‘Love is Calling’ tem um espaço repleto de tentáculos de bolinhas que mudam de cor, enquanto a artista recita poemas de amor em japonês.

YKDZSHOW2013_INFINITY-ROOM_VIEW-1_NO-TRIPOD_web-600x450

Por lá também, na Mary Boone Gallery, dá para ver as esculturas de madeira gigantes do artista KAWS. As figuras conhecidas como Companion, ficaram famosas como toy-art e agora tomam novas proporções. Essas tem quase 6m de altura. As duas exposições ficam até dia 21 de dezembro.

kaws

Seul

O artista coreano Do Ho Suh montou uma instalação maravilhosa no Leeum Samsung Museum of Art. Trabalhando com o sentido de lar de suas experiência como ‘nômade’ por grandes cidades como Seul, Berlim e Nova York, ele cria uma série de espaços definidos por tecido transparente, e desafia o confinamento da arquitetura feita de concreto e tijolo. Fiquei babando aqui para conhecer. Fica em exibição até maio de 2014, então dá para ir sem correr.

Massive-Fabric-Sculpture-is-Life-Size-Home7

Sydney

Quem estiver de passagem pela famosa Bondi Beach, não deixe de visitar a escultura do artista neo-zelandês David McCracken. Uma escada de alumínio gigante, mas não tanto a ponto de chegar ao céu, usa a perspectiva para dar a ilusão de não se poder ver o final dela. A escultura chamada ‘Diminish and Ascend’ faz parte do programa anual Sculpture by the Sea, em várias praias de Sydney. Impossível não pensar em Led Zeppelin.

Foto de http://www.flickr.com/photos/leighton3210/

Foto de http://www.flickr.com/photos/leighton3210/

Londres

No dia 19 de novembro reabriu o Tate Modern, um dos meus museus favoritos do mundo, com uma exposição ousada. Eles juntaram grandes nomes de vários campos das artes para discutir a influência dos outros meios nos seus. Explico: pusaram a chef de cozinha Rachel Khoo para criar os sabor que tem um quadro do Turner. A banda Everything Everything criou uma trilha sonora para um tríptico de Francis Bacon. O diretor de cinema Christopher Nolan deu vida a uma pintura que escolheu. E assim por diante. Só grandes nomes fazendo coisas interessantíssimas. Aqui um vídeo em que a dupla de estilistas da marca Preen criam uma linha inspirada no meu artista britânico favorito David Hockney, e o quadro dele que é meu favorito também, ‘A Bigger Splash’. Só para dar um gostinho.

Tóquio

Uma instalação do coletivo croata-austríaco Numen/For Use, chamou a atenção e chamou para entrar quem visita a orla de Yokohama. Uma grande nuvem de tecido inflável por fora esconde um entrelaçado de redes que os visitantes podem escalar, pular, se jogar e se divertir. Tudo sem nenhum tipo de estrutura sólida, só ar mesmo. Cada movimento das pessoas muda o formato da bolha, e suas sobras são projetadas nas superfícies da instalação. Infelizmente essa obra acabou de ser desmontada, mas parece que vai circular por outros lugares. E era muito legal para deixar de comentar sobre aqui.

net-blow-up-yokohama-by-numen-for-use-designboom-002

 



  • Nino Alexandre

    queria tanto ver o Do Ho Suh…

    • http://www.estudiocadaum.com.br Renato Salles

      Nem me fale, Nino! As fotos me deixaram babando aqui! Vamos fazer um Queremos para trazer para o Brasil?

VEJA TAMBÉM